Autor Tópico: Trilha do Bonete - Insanidade  (Lida 12676 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline acsalles (In Memoryan)

  • ADMINISTRADOR
  • Ironbutt do FOL
  • *****
  • Mensagens: 2.039
  • Sexo: Masculino
  • Carioca perdido em Sampa
    • http://www.alexsalles.com
Trilha do Bonete - Insanidade
« Online: Novembro 18, 2007, 10:45:09 am »
Olá a todos....

Bom, esta trilha que fizemos na sexta e no sábado merece um tópico especial só para ela. Felizmente temos uma história bacana para contar, tinha tudo para ser uma roubada histórica, mas acabou sendo uma daquelas ocasiões que você guarda para sempre, vai fazer a gente passar por velho mentiroso quando mais tarde formos contar a história para os netinhos.

Era uma vez dois amigos aqui do FOL que há aproximadamente 1 ano atrás encasquetaram na cabeça que trilha boa é a que lava a alma e te faz superar obstáculos. Passaram os últimos meses desbravando as piores trilhas de São Paulo até mesmo chegaram a cruzar 4 vezes aquela que é considerada uma das piores trilhas de Sampa. A trilha do Verde...

Bom, depois disso, o que restava ? Onde está o limite ?

Pois bem, depois de ter colhido com um funcionário da balsa que faz a travessia Caraguatatuba-Ilhabela, conseguimos algumas informações sobre a trilha do Bonete - que já havíamos ouvido falar de sites da internet.

O camarada foi bem enfático em afirmar que a trilha era muito pesada, que ela tinha desmoronado e que em determinados trechos quem tentasse teria que carregar as motos através de um bloco de pedras... Estavamos com um gringo nos visitando e ele foi enfático em dizer que não conseguiríamos passar.

Isso ficou na nossa cabeça e depois de algumas semanas acabamos por decidir tentar conhecer a trilha.

Bom, o primeiro passo é o google e colhemos as poucas informações disponíveis. Recentemente ninguém tinha feito a trilha e os posts com informações era de alguns anos atrás, antes do desmoronamento. Depois de 2004, se não me engano, não tinha mais nenhum relato. Meio estranho...

Saímos na quinta-feira a tarde debaixo de chuva com destino a Maresias, a idéia era pernoitar por lá e fazer a trilha na sexta-feira, retornando para São Paulo no sábado. Eu estava um bagaço pois tenho dormido muito pouco. Admito que tentei sutilmente tirar a idéia da cabeça do Fecker e esperar um dia em que estivesse em melhor forma, mas o camarada veio com essa :

"- brother, fica frio, um dia alguém fez a estrada e até mesmo um pessoal conseguiu fazer de jipe, então vai ser tranquilo..."
"- Mas meu camarada, deixaram de passar trator lá em 1980, não deve ter sobrado muita coisa".
"- Uma vez que a estrada foi aberta, a gente passa...."

Bom, não tinha jeito, ele estava descansado e pilhado e como não gosto de amarelar decidimos ir adiante, mesmo que meu estado físico ruim tenha me colocado no banco do carona, tentando descansar enquanto o Fecker ia dirigindo de São Paulo a Maresias.

Sexta-feira lá pelas 09:00 já tinhamos atravessado para Ilhabela e fomos abastecer as motocas. Recentemente a trovão azul recebeu o mesmo "veneno" que havia sido aplicado na  possuída e ela estava andando como um raio. Seria a primeira trilha com a moto regulada depois de ter o cilindro trabalhado para aumentar a potência e eu mal poderia esperar para testá-la.

No posto de gasolina, o frentista nos perguntou onde iríamos com as motos e nos recomendou ir ao Castelhanos. Essa trilha já tinhamos feito e é bem fácil. Quando o cabra ouviu que iríamos tentar o Bonete ele respondeu na hora...

-"hiiiiiii, nem tenta ! é impossível !". Aquilo me deu um friozinho na barriga e combinamos que iríamos ir até onde desse para voltar depois com melhores condições e com mais tempo. Além disso estava chovendo fazia mais de 2 dias, deveria estar uma lambança só.

Motos abastecidas, seguimos o caminho ainda rebocando com o carro para o sul da ilha e o que aconteceu depois foi um destes lances de sorte que salvam a pele da gente e só reforça a certeza de que trilheiro é uma raça unida. Cruzamos com duas motos vindo no sentido contrário e acenamos para eles e eles para nós. No final do asfalto, mais uns 2 km de estrada de terra e um estacionamento muito conveniente para deixar o carro com as carretas. O proprietário do estabelecimento nos disse que antigamente até tinha umas motos subindo a trilha, mas fazia muitos anos que ninguém ia até o Bonete.

Nisso ouvimos o ronco de duas motos 4 tempos passando na estrada bem acima do estacionamento e nos apressamos em nos vestir para conseguir encontrá-los no caminho, afinal com 8 braços são muito mais eficientes do que 4 e pensamos : No primeiro enrosco a gente alcança eles.

A Trovão Azul estava andando no mínimo o dobro do que andava e por não estar acostumado acabei caindo feio duas vezes mas sem maiores consequências. Encontramos os dois caras nas 4tempos voltando da trilha e ali começou a aventura.

No segundo tombo eu havia quebrado o meu manete de embreagem e por sorte tínhamos um de reserva no carro. Enquanto o Fecker foi buscar, fiquei conversando com os cabras. Não acreditaram que queríamos mesmo ir até o Bonete, o trecho que eles sempre faziam (e tinham acabado de fazer de novo) ia até a primeira cachoeira e dali voltavam. Um deles já tinha feito até o Bonete mas a última vez tinha sido em 2000 ou algo assim. Estavam meio desconfiados pois só tinham 4 litros de gasolina e iriam voltar quando a moto pedisse a reserva.

Nisso o Fecker voltou e andamos sem maiores dificuldades até a primeira cachoeira. As motos precisaram passar uma a uma desligada para não engolirem água e quase que a corrente me leva cachoeira abaixo quando voltava para buscar outra, pois a correnteza era forte quando não tinha moto para apoiar.

Passamos as quatro e aí começou a maldita predaria. Gente, o inferno não é feito de fogo, deve ser feitos de chuva, lodo verde e principalmente por pedras, muitas delas, altas e escorregadias. Difícil, mas nada comparado ao que estava por vir.

Finalmente chegamos no desmoramento, um lugar chamado de barro branco, uma pirambeira responsável que deixa uns 20 cm para a moto passar. Mais um pouquinho para o lado e começa um barrancão.

Ali era o ponto sem retorno, pensei. Uma vez descendo isso aqui a gente não volta de jeito nenhum, nem que a vaca tussa e um dos parceiros locais nos falou que dava para colocar as motos na canoa lá no Bonete e voltar de barco.

Isso me deixou mais tranquilo, principalmente porque depois do barro branco veio uma pirambeira de pedra mais inclinada ainda (sim, era possível) longuíssima, mas para baixo todo santo ajuda. Subir de volta ? nem pensar, tá maluco ???? As palavras do frentista ainda estavam na minha cabeça : Nem tenta !!!!

Mas tentamos. Acreditem, mas aquilo tinha sido fácil, muito fácil comparado com o que estava por vir.

Começou a chover. Ainda tinha uma segunda cachoeira para atravessar, esta ainda maior do que a primeira.

Encontramos um ciclista todo encharcado e dissemos que pretendíamos chegar até o outro lado. Ele olhou para a gente meio atravessado e falou que tinha ido com água no joelho mas na volta com a chuva a água já estava pela cintura.

"Então simbora antes que essa chuva encha ela ainda mais". Aí fomos enrolando o cabo, atravessando pequenos riachos a milhão.

Não acreditei quando conseguimos passar as quatro motos, uma a uma com a água quase no banco sendo que o fundo do rio era cheio de pedras grandes, então tinha que subir com a roda da frente na pedra submersa, levantar a traseira e passar a de trás, pedra a pedra até a outra margem. As partes mais difíceis infelizmente não dá para filmar !

Depois veio uma subida cheia de pedras grandes cobertas de limo. Toca de escorregar a moto para um lado e para o outro, mais ou menos 40 minutos para subir cada moto, depois outra subida e outra e outra e outra e outra. Interminável.

Não tinhamos água nem comida, água só nos córregos e estava suando tanto e tão esgotado que bebia 1,5 litro de cada vez.

Com a chuva, só dava para passar entre as pedras, onde o barro estava duro e liso, brilhando, escorregando como quiabo e uma inclinação que nem dava para ficar de pé. Sem a corda teria sido impossível.

A corrente do Fecker arrebentou, a pedaleira do Juca quebrou na solda (fizemos uma gambiarra com arame) meu pedal de partida perdeu a trava, acabou a gasolina da NX, quebrou a corrente do Fecker de novo (emendada com arame), arrebentou a corrente da XLona (mais arame como trava) pois as correntes soltavam faíscas nas pedras.

Por fim o manete de reserva da embreagem também quebrou e tive que fazer o resto da trilha sem embreagem. Acreditem se quiser.

Mas conseguimos chegar no bonete, ensopados debaixo de chuva e quase a noitinha.

Foram 7 horas de trilha até chegar o outro lado (15 km somente)


Teríamos que dormir por lá mesmo com roupas molhadas. Felizmente conseguimos umas roupas emprestadas e a generosidade de uma moradora local que nos instalou em um quarto. Noite mal-dormida, pensando no que tínhamos passado. Felizmente iríamos voltar de barco no dia seguinte !

Ledo engano.

O pessoal de lá não acreditou quando viram as motos e disseram realmente que há anos o pessoal não ia para lá, ainda mais com chuva !

Isso fez com que o preço de retorno inflacionasse. Cobraram 600 reais para trazer as quatro motos achando que não iriamos querer voltar com elas, afinal como subir o maldito barro branco de volta ??? Era muito pior do que qualquer subida da vinda...

Pois é, decidimos voltar então pela trilha e foi todo o sufoco de novo no dia seguinte.

Tinha uma manete de freio reserva e ela foi devidamente adaptada para a embreagem com lixadeira e arame. Ficou muito precário, mas era o melhor que podíamos fazer (valeu Fecker !!!!), dava para usar e foi assim que voltamos.

Pulando os sufocos (agora "normais") para subir o pior trecho - o desmoronamento -, só com corda.

Em alguns trechos eu passava a corda na cintura, ficava de joelhos no chão para dar mais tração (só com os pés não dava, escorregava muito) e "puxava" a moto como um cavalo puxa uma carroça, enquanto os três iam empurrando a moto por trás e pelo guidão. Difícil de acreditar e queria ter um cinegrafista para filmar, embora na hora provavelmente iria mandar ele largar a m**** da câmera e vim ajudar, hehehehe

Depois de umas 7 horas retornando conseguimos enfim chegar de volta, moídos, destruídos e com a sensação de que não há limites quando se faz as coisas com união. Incrível a sintonia com os dois locais (Juca e Eder), trabalhamos como uma equipe afinada e no final todo mundo sabia exatamente o que fazer sem que uma palavra fosse dita. Primeira sobe a mais pesada (porque depois não sobravam mais forças) acsalles na corda, Juca no guidão (que força têm esse cara!), Éder e Fecker na "contenção e na empurração".

Uma trilha assim é como anos de psicologia em dois dias. Dá para conhecer bem os defeitos e qualidades de cada um.

Uma grande aventura ! Fotos não têm, estou postando o vídeo no Youtube e talvez dê para tirar umas fotos do vídeo.

Abraços a todos.















« Última modificação: Novembro 18, 2007, 10:52:33 am por acsalles »


Sentado aí fazendo o quê ? Simbora para a estrada...

Offline

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 4.126
  • Sexo: Masculino
  • Faxinal - PR
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #1 Online: Novembro 18, 2007, 10:57:50 am »
cara q loucura
isso sim que é trilha
parabens e poe as fotos ai
Por enquanto 2 rodas só na bike...

XRE 300
Ténéré 250
XRE 300
BROS 150
FALCON 400
BROS 150

Offline Rad

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 6.221
  • Sexo: Masculino
  • Bahia
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #2 Online: Novembro 18, 2007, 11:05:03 am »
 :shock: :hãaaa ces dois estão ficando cada vez mais doidos  :roll: :hahaha

narrativa adrenalizante, deixou com a mente ligadaça, bota logo esse video hehehee


Offline Stuka

  • Ralando as pedaleiras
  • *****
  • Mensagens: 557
  • Sexo: Masculino
  • Araras/SP - Interioooorrrrrrrrrr
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #3 Online: Novembro 18, 2007, 11:08:31 am »
Show!
 .clap .clap .clap
« Última modificação: Novembro 18, 2007, 11:09:05 am por STUKA »
Abraço!


Offline Marcelus

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 3.965
  • Sexo: Masculino
  • CTBA - O FOL é livre, vc entendeu essa mensagem?
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #4 Online: Novembro 18, 2007, 11:17:29 am »
Show muito show só lendo ja deu para se ter uma idéia de como foi essa trilha!! depois manda o video!!  .clap .clap .clap .clap .clap .clap
Nao me julgue pela aparencia!

Offline Beto Salvia

  • Ralando as pedaleiras
  • *****
  • Mensagens: 548
  • Sexo: Masculino
  • Sampa - SP
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #5 Online: Novembro 18, 2007, 12:25:06 pm »
Salles e Fecker  .clap Parabéns

Voces ficam um tempo sem dar notícias, e ficamos imaginando o que estão aprontando  :scratch:

Estão se superando cada vez mais  ieba

Abraços
Conhecendo o Brasil sobre duas rodas

Offline André BB

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 4.711
  • Sexo: Masculino
  • Indaiatuba - SP
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #6 Online: Novembro 18, 2007, 01:54:42 pm »
Karaca.....  :hãaaa :hãaaa

Parabéns aos quatro pela perseverança na busca dos objetivos desejados... superar as dificuldades é um dom de grandes homens...  .clap .clap .clap
André BB®
"Não faças da tua vida um rascunho. Poderás não ter tempo de passá-la a limpo" (Mário Quintana)
"O que mais surpreende é o homem... - ...Vive como se nunca fosse morrer e morre como se nunca tivesse vivido."
 (Dalai Lama)

Offline Márcio Nakamoto

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.863
  • Sexo: Masculino
  • ***Black River / SP***
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #7 Online: Novembro 18, 2007, 02:09:11 pm »
O título certo não seria: "Salles e Fecker - Insanos"?????????

É isso aí.......Parabéns aos quatro pela perseverança na busca........................ ......(by André BB)... .clap .clap .clap .clap .clap .clap .clap

Offline acsalles (In Memoryan)

  • ADMINISTRADOR
  • Ironbutt do FOL
  • *****
  • Mensagens: 2.039
  • Sexo: Masculino
  • Carioca perdido em Sampa
    • http://www.alexsalles.com
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #8 Online: Novembro 18, 2007, 11:46:43 pm »
Valeu pessoal !  :D :D
Ontem tentei postar o vídeo no youtube mas foi rejeitado por ter mais de 10 min.
Hoje irei dividir em 2 partes e tentar de novo.

Abraços a todos
Sentado aí fazendo o quê ? Simbora para a estrada...

Offline Glauber

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.287
  • Sexo: Masculino
  • Fortaleza - Ceará
    • Glauber Alencar
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #9 Online: Novembro 19, 2007, 12:01:29 am »
Ppoooo vocês podem começar a pensar em montar uma empresa de passeios radicais. :hihihi
Só com os passeios que já fizeram vão conseguir muitos clientes. :twisted:

Offline Marcondes

  • Moderador
  • Ironbutt do FOL
  • *****
  • Mensagens: 2.141
  • Sexo: Masculino
  • Limeira/SP
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #10 Online: Novembro 19, 2007, 12:01:59 am »
Vcs são doidos mesmo! Já tinha uma idéia e agora tenho certeza! eheheheh Parabéns aos malucos pela trilha insana percorrida! To mto curioso para ver esse video!

PS: Mta saudade de vcs dois! Ve se apareçam!
Moto é vida. Falcon é show!
Falcon Vermelha/Preta 2004

Twitter: @carlmarcz

Offline CAÊ

  • ADMINISTRADOR
  • Ironbutt do FOL
  • *****
  • Mensagens: 3.969
  • Sexo: Masculino
  • Guarulhos - SP
    • Mercadão Fácil
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #11 Online: Novembro 19, 2007, 02:39:06 am »
Quando falo que eles não sabem mais brincar... Os caras já tão trilheiros profissionais... :thumleft:

Offline Blackspider

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 4.933
  • Sexo: Masculino
  • São Paulo - ZO - SP
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #12 Online: Novembro 19, 2007, 04:36:08 am »
É isso aí:
"Na duvida acelera"
"Na certeza, desce da moto e empurra"
Trilha é lavagem cerebral com inteligencia ( tem que pensar bastante para transpor os obstáculos).
É uma pena que meus braços não aguentem mais trilhas pesadas  :cry:
 

Offline fck

  • ADMINISTRADOR
  • Ironbutt do FOL
  • *****
  • Mensagens: 3.017
  • Sexo: Masculino
  • São Paulo - SP
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #13 Online: Novembro 19, 2007, 06:28:30 am »
QUE AVENTURA!!!

Aonde fomos parar ? e pensar que a pouco mais de um ano eu começava a me aventurar em trilhas com a Falcon ainda... e agora conseguimos transpor uma trilha que é considerada por muitos como um verdadeiro mito do mundo off-road. Quanta evolução em pouco mais de um ano.  :geek:

O relato do Salles esta perfeito e confesso que estava na pilha de ir para o Bonete. Fiz bastante pressão para convencer o colega...consertei a moto do Salles de um problema que já se arrastava a umas 3 trilhas, vim dirigindo o carro e não aceitei trocar o Bonete pela trilha de Castelhanos, que também é em Ilha bela e já conheciámos de outro rolê.
Procurei informações na Internet, mas não tem nada sobre essa trilha de moto. Só o pessoal que tem feito a pé relatou alguma coisa...

A trilha é muito bonita, cortando a mata atlantica totalmente preservada. Atravessamos dois rios grandes (em um deles minha moto ficou com agua na altura do tanque) e vários rios pequenos (uns 6 ou 7). Como não passa nenhum veículo a anos, a trilha virou um caminho a pé e nos trechos que tem grandes ladeiras a erosão se encarregou de levar toda a terra, deixando "escadarias" de pedra intermináveis. Enquanto descíamos as escadarias, no problems, mas quando tinha que subir, dá-lhe empurrar moto...

Atravessar a trilha somente em um sentido já teria sido uma estória digna de mentiroso, agora atravessá-la na ida e na volta, só com vídeo mesmo para acreditar.

A idéia inicial era ir e voltar no mesmo dia, mas tivemos que dormir na praia pois não tem como voltar no mesmo dia. Me lembro de chegar no Bonete completamente molhado (sim, choveu durante toda a ida..)já escurecendo e o frio começou a me pegar. Pedi uma blusa emprestada para o filho da dona do restaurante e ele me emprestou uma camiseta e um moleton. Entreguei a camiseta para o Salles e fiquei com o moleton. Os parceiros locais também conseguiram blusas e bermudas para passar a noite.
Jamais pensei que teriámos que voltar pela trilha, mas R$150 por cabeça para um rolê de barco de 35 minutos foi uma baita sacanagem. Até tínhamos o dinheiro, mas consideramos um abuso daquele povo se aproveitarem da nossa situação. E ainda se consideram religiosos....
Aliás, salvo a dona do restaurante (essa sim foi muito atenciosa com a gente), me senti muito mal recebido, coisa chata mesmo. Parecia que nos eramos forasteiros que vieram roubar as mulheres e fazer bagunça. Eitã povo mais mal educado. Depois descobrimos com os locais que o povo do Bonete é conhecido por ser assim. Coitados, poderiam ter melhores condições de vida através do turismo ecológico.... deixa prá lá.

Aconteceram problemas mecânicos dos mais variados. Fiquei preocupado quando a minha corrente quebrou pela segunda vez e não tínhamos mais emendas. Já disse e repito que corrente com emenda é um caraiiiii, pois a corrente arrebentou duas vezes na emenda... hum., quando comprar outra vou colocar sem emenda...
Achamos a emenda mas perdemos a trava da mesma... Acabei fazendo uma trava com um arame do chaveiro do canivete e depois quando arrebentou a corrente da XLX, fiz a trava com o arame que recobre o cabo de embreagem... ainda vou tirar fotos daquela trava, pois ela ainda esta lá na moto....

Essa trilha é como copa do mundo, só volto lá daqui a 4 anos, isso se passar das classificatórias...rsrsrsrrs não tenho ganas de voltar tão cedo.

Deixo uma abraço aos colegas que conhecemos. Eder e Juca, vocês foram anjos que apareceram para nos acompanhar, sem dúvidas.

No final o Salles deu a camisa dele da Fox para o Juca e eu dei uma das ASW para o Eder. Pessoas simples, de grande caráter e boa índole, adoraram os presentes.

Acabei de colocar os vídeos no You tube. Como sou um prego na edição de vídeos, apenas dividi em duas partes. Tenham paciência para carregar os vídeos, vale muito a pena.

Um abraço do amigo trilheiro, Fecker.

http://youtube.com/watch?v=oiJ2kJIsRFM

http://youtube.com/watch?v=shL0ZNJ41y4

Offline Cleber Bonotto

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.802
  • Sexo: Masculino
  • Urussanga/SC
    • Bonotto
Re: Trilha do Bonete - Insanidade
« Resposta #14 Online: Novembro 19, 2007, 06:33:11 am »
Relatos como esse nos inspiram à entrar também para esse mundo.
confesso que várias vezes já pensei em entrar para o Off-Road.
Ainda não foi possível, mas eu ainda compro uma Dt...
 i.aia; i.aia; i.aia;

Salles, parabéns pelo desafio!
« Última modificação: Novembro 19, 2007, 06:35:35 am por Cleber Bonotto »
Urussanga/SC
NX200 94 -> Falcon 2006 -> XT660 2008 -> F800GS ADV 2015 (em breve)