Autor Tópico: Viagem Solo - Argentina e Chile - 9º dia  (Lida 26611 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Rogério Colissi Alves

  • Enrolando o cabo
  • ****
  • Mensagens: 437
  • Sexo: Masculino
    • Fotos e Fatos de minha vida.
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #15 Online: Fevereiro 03, 2014, 10:27:18 am »
Show de bola;
Acompanhando e pegando os dados para a próxima viagem.
Abraço.
Rogério Alves
Honda Transalp 2012 Branca.

Ushuaia 2018.

Offline Nicol@u

  • MODERADORES
  • Ralando as pedaleiras
  • *****
  • Mensagens: 765
  • Sexo: Masculino
  • Santa Maria Madalena - RJ
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #16 Online: Fevereiro 03, 2014, 10:35:13 am »
Aguardando as cenas do próximos capítulos..... :thumleft:


.'.Moto Clube Bodes do Asfalto.'.

Offline EPS - Du

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.388
  • Sexo: Masculino
  • Ribeirão Preto/SP.
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #17 Online: Fevereiro 03, 2014, 02:26:46 pm »
 .clap .clap .clap

Offline Andre_Araujo

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 4.110
  • Sexo: Masculino
  • Cachoeiro de Itapemirim - ES
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #18 Online: Fevereiro 03, 2014, 02:45:40 pm »
 :cheguei

Offline Kabeça

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 3.224
  • Sexo: Masculino
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #19 Online: Fevereiro 03, 2014, 03:15:35 pm »
 :cheguei

Bacana a planilha de custos e tbm o relato, aguardando os demais.  :thumleft:
Interestaduais: II-SJRP; III-Patos de Minas; VI-Cunha; V-Barra Bonita; VI-Itamonte; VII-Limeira; VIII-Vacaria (Moto quebrou); IX-Contagem; X-Curitiba; XI-Macaé; XII-Ribeirão Preto; XIII-Arujá; XIV-Urubici e em breve Floripa!!!
I Nacional: organizamos!

Offline Márcio Douglas

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.932
  • Sexo: Masculino
  • Ponta Grossa PR
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #20 Online: Fevereiro 04, 2014, 12:21:36 am »
Muito bem detalhado mesmo seus relatos e sua planilha, tenho certeza que vai servir de base para outras viagens aqui no fórum :thumleft:

Vamos acompanhando...

Offline Polenta

  • ADMINISTRADOR
  • Ironbutt do FOL
  • *****
  • Mensagens: 5.614
  • Sexo: Masculino
  • Polenta Eagle Forever!!!
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #21 Online: Fevereiro 04, 2014, 04:09:47 am »
Show de bola acompanhando!
Polenta!
(11)99984-1402
IX Contagem
X Curitiba
XI Macaé
XII Ribeirão Preto
XIII SP Organizamos
XIV Urubici
XV Floripa
XVI Pouso Alegre
Churras BarraBonita11/2013
Falcon03,Falcon07,XT660R,F800GS...
‎"A vida é muito curta, portanto curta muito a VIDA..."Mauricio Saab

Offline Resmungão

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 10.570
  • Sexo: Masculino
  • FOL Curitiba
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #22 Online: Fevereiro 05, 2014, 01:09:27 am »
 .clap .clap .clap

Aguardamos os próximos capítulos   8)
Após 21 anos sem moto chegou a Falcon em 2008. E em 2013 mais uma: a Manny- Tiger800XC :). 2017 foi-se a Falcon e veio XREPepsi300 :/

Os que conheci do FOL: Jotta, Audy, Roveda333,  casal Pepi/Jana e SAAB. Que Deus os tenha, e nos proteja sempre.

Offline Daniel Pais

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.131
  • Sexo: Masculino
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #23 Online: Fevereiro 05, 2014, 05:31:26 am »
O próximo capitulo vai demorar mais um pouquinho porque rolou muita coisa nesse terceiro dia (Aduana, brasileiros na estrada que encontrei, minha primeira parada pela polícia argentina) e tem um vídeo pra editar...

Questão de dias...


 ,10468
IX Contagem
X Curitiba
XI Macaé
XII Ribeirão Preto
XIII Arujá
XIV Urubici
XV Florianópolis
Virago XV1100 >Falcon 07 > V-Strom DL 650

" - O dia que eu perder o medo de andar de moto, será o dia que eu deixarei de andar de moto."

Offline salsicha

  • Pilotando na boa
  • ***
  • Mensagens: 264
  • Sexo: Masculino
    • Moto Aventura M.G.
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #24 Online: Fevereiro 05, 2014, 12:37:47 pm »
A riqueza do relato nos prende na leitura... parabens.

Luiz Fernando C Jardim
(Saisicha)
Santo André-SP
www.moto.microemp.com.br
- Integrante do Brazil Rider´s
- Integrante do Moto Aventura MG

Offline Daniel Pais

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.131
  • Sexo: Masculino
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #25 Online: Fevereiro 11, 2014, 06:15:25 am »
3º Dia – Frio na barriga...



Acordei as 06:15 e desci as malas pra moto, deixando-a pronta para a primeira fronteira. Seriam 300 km até Uruguaiana, aonde eu teria que fazer o cambio além de passar pela Aduana. Tomei o café da manhã, paguei a diária, coloquei minha armadura de viagem, montei no meu cavalo, chave na ignição, botão de partida e ela ronronou...

 – Vamos lá, agora é pra valer!

Saí pra abastecer a moto (havia chegado cansado no dia anterior e fui direito pro hotel) e logo estava cruzando os pampas gaúchos em direção a fronteira.







Chegando em Uruguaina, parei pra abastecer e perguntei pro frentista aonde eu podia fazer o cambio. Ele me informou que na própria ponte havia uma casa de cambio e que lá eu poderia fazê-lo.

Fui direito pra ponte e parei na aduana do lado brasileiro. Uma funcionária saiu lá de dentro e lhe perguntei aonde eu poderia fazer o cambio.

- Por questão de segurança não temos mais casas de cambio aqui. Você vai ter que voltar na cidade e trocar lá.

- Droga! , pensei comigo. Marquei o Centro de Uruguiana no GPS e fui seguindo até lá, aonde comecei a procissão de encontrar uma loja de cambio. Roda pra cá, roda pra lá e nada. Nisso parei pra perguntar a uma garota de uns 25 anos aonde havia uma casa de câmbio.

- Quanto você quer? – me perguntou

Olhei no bolso da mala de tanque e respondi:

- R$ 1.900,00. Você sabe aonde posso trocar? – perguntei.

- Eu tenho, vamos ali. – Falou apontando pra câmara de comércio de Uruguaiana.

A princípio fiquei ressabiado, mas como ela estava querendo me levar para um local público eu sosseguei. (pessoal que ler essa relato já vai pensar besteira....). Lá dentro ela conversou com a menina da recepção, me levou pra um canto e me voltou 7.600 pesos.

Finalmente, com pesos no bolso, lá fui eu em direção a Ponte Internacional Paso Los Libres e logo após a ponte era a aduana argentina.

Logo que cheguei  perguntei ao soldado como era o procedimento. Ele mandou eu parar a moto num estacionamento a direita e depois atravessar para o outro lado, aonde eu devia me dirigir a “Ventanilha 1, para hacer la imigracion”.

Fiz o que ele me mandou e fui para a janela de imigração argentina. Me deram um papel para preencher, com meus dados e os dados da moto. Apresentei o referido formulário junto com meu passaporte e documento da moto ao fiscal da ventanilha 1.

- Donde vás? – Perguntou o fiscal...

-  Voy a Mendoza e despues a Chile..- Respondi de pronto.

Ele olhou pra mim e pra foto no passaporte. Dei um sorriso amarelo daqueles que se lê “ o palhaço dessa foto no passaporte sou eu, olha aqui!!!” Ele carimbou o passaporte e era óbvio que ele tinha que me dar uma sacaneada...

- Ahora tienes que ir a la ventanilha 6, necessita del sello de salida del Brasil...

Frazi a testa...- Porque raios eu tenho que pegar o carimbo pra sair do Brasil? Eu sou brasileiro? – Pensei eu. Mais, como diz o ditado, “ em terra de maluco, haja como eles...”

Fui eu pra tal da “janela 6”, do lado brasileiro, aonde tinha uma fila imensa. Eu já citei que Argentinos adoram passar férias no Brasil? (nessa hora lembrei do Diego do FOL). Tinha uma fila imensa...

Eu já disse que estava calor?

Os argentinos olhavam aquele maluco todo de preto, com calça de cordura, jaqueta no braço, protetor de coluna nas costas e suando que nem um porco. “Es Loco?” estava escrito na cara deles, ainda mais quando eu dizia que tinha saído do Rio e iria pro Chile...

Posso dizer que valeu por algumas dicas das pessoas. A melhor foi a indicação de um hotel em Santa-Fé (que me foi passado por uma família de lá e que estava indo pra Floripa, o Escalla Uno, já na saída da cidade em Santo Tomé (muito bom, inclusive com banheira de hidromassagem e restaurante dentro). Uma dúvida minha foi sanada um casal que estava vindo de Mendoza e que sempre me causo estranheza.

Porque sair de Mendoza, viajar quase 3.000 Km até Floripa, quando eles poderiam viajar 500 Km até Vina Del Mar/Valparaiso?

- Es muy fria la água. – Foi a resposta que eu tive.

- Não pode ser tão fria quanto a água de Arraial do Cabo/Rj no verão! - Pensei eu. Como eu estava errado (a ser relatado em momento oportuno).

Passei por um despachante brasileiro e ele me perguntou o que eu estava fazendo naquela fila e eu expliquei a situação. Ele me falou:

- Se você tivesse apresentado a identidade não precisava, agora que carimbou você vai ter que ficar nessa fila...

Me resignei e continuei minha penitência forçada. Depois de uma hora e meia na fila cheguei na janelinha e o policial federal me pediu o passaporte, com um sotaque carioquês...

- Tá longe de casa em cumpradre...- Respondi sorrindo e entregando o passaporte.

Ele riu e respondeu:

- Pagando fronteira, fazer o que...E você o que tá fazendo aqui:

- Fui lá pegar o carimbo pra entrar e o fiscal falou que eu tinha que pegar um carimbo pra sair do Brasil...

Ele riu e me entregou o passaporte..

- Ele te zoou compadre, você é brasileiro e não precisa de carimbo pra sair ou entrar no seu pais, se adianta..
.
Olhei pra trás e me senti pelado, no meio da Bombonera e com a torcida do Boca Juniors inteira rindo da minha cara...Fui sacaneado por um Argentino logo na fronteira, PQP.

Ri também da situação e fui pra moto. Já era meio dia e ainda tinha mais de 400 km pela frente. Passei pela cancela e já estava em solo Argentino. Bateu aquele frio na barriga, ainda mais porque eu estava sozinho.

- O que eu tô fazendo aqui?

Você entra devagar e logo começa a se adaptar ao terreno e local. Esqueçam aquela coisa de que a polícia vai sair do meio do mato e te parar. Tirando as RN (rutas nacionais), nas demais o policiamento é pouco ou inexistente (exceto dentro das cidades,citarei no próximo relato).

Ai dei de cara com a minha primeira polícia:

http://www.youtube.com/watch?v=X7tpFthnjqw&feature=youtu.be

Em resumo, eles foram muito simpáticos comigo (não sei se por causa da câmera) mais queriam apenas me vender um manual com a legislação de transito argentino por  20 pesos (cinco reais). Comprei e depois coloquei sobre a mala de tanque,  o que me foi muito útil no dia seguinte.

O interessante da policia argentina é que, diferente dos policiais brasileiros que tratam essa situação de forma impessoal e fria, eles já chegam apertando sua mão, quebrando um pouco da frieza da situação.

Segui viagem e parei em Federal/AR pra fazer o primeiro abastecimento em solo argentino. Havia um grupo com 5 motos brasileiras naquele posto, 3 Falcons, 1 XRE e 1 Dafra Horizon (parecia).

Fui puxar papo e perguntei que horas eram pois não sabia do horário na Argentina (se havia horário de verão ou não). Um idiota respondeu:

- Olhe pro horizonte e escolha sua hora, não existe hora pra viajar de moto. – Respondeu seguido de risinhos dos colegas.

Me limitei a dar um pequeno sorriso amarelo aonde se lia “babaca” nas entrelinhas e fui abastecer a moto, não dando mais conversa pra eles. (não se discute com idiotas, você acaba por se rebaixar ao nível deles).

Enchi o tanque e toquei rumo a Paraná. O único interlúdio foi um avião que bateu na minha viseira (não posso classificar isso de mosquito) e que quase quebrou o meu pescoço.



Chegando o fim da tarde rapidamente o GPS me apontou o túnel Paraná. Paguei o pedágio (o único que tenho conhecimento que cobra pedágio de motos na Argentina) e atravessei por baixo do Rio, através do túnel, grande obra de engenharia. Logo após estava em Santa-Fé, passando pelo Centro e ali começou a acontecer uma coisa que se repetiu por toda a Argentina.

Tinha horas que eu não sabia se era um “pop star” ou se eu estava todo cagado, me sentindo um completo alienígena. As pessoas apontavam pra mim, tiravam fotos, torciam o pescoço pra me olhar e quando olhavam a placa os olhos se arregalavam mais, como se eu fosse um viajante de outra galáxia.

Na Boulevard Pellegrini, principal avenida que corta Santa-Fé, um senhor de terno e gravata parou do meu lado e pediu para tirar uma foto. Sorri e acenei pra foto. Em todas as vezes sempre fui solicito com as pessoas que me pediram fotografias ou perguntavam sobre minha viagem.

Outra pergunta que se tornou “lugar comum”: - Vas al Dakar? - Sempre respondia que não, que estava num a viagem de autoconhecimento e de autodescobrimento.

Joguei o nome do Hotel no GPS e surgiu o Escala Uno -31.672122,-60.773209. Realmente o hotel fica na saída de Santa-Fé, numa localidade conhecida como Santo Tomé e recomendo. Cheguei no hotel, fiz a entrada, subi as coisas, tomei um relaxante banho de hidro e depois fui ao restaurante do hotel, comer papa fritas com bife de chourizo, saindo tudo, com o refrigerante, o equivalente a vinte reais.




Total do Dia (GPS):
Km rodada: 786,3
Média geral:65,2 Km/h
Média rodando 90.3Km/h
Velocidade máxima alcançada: 124 km/h

continua... ,10468
« Última modificação: Fevereiro 11, 2014, 11:00:35 am por Daniel Pais »
IX Contagem
X Curitiba
XI Macaé
XII Ribeirão Preto
XIII Arujá
XIV Urubici
XV Florianópolis
Virago XV1100 >Falcon 07 > V-Strom DL 650

" - O dia que eu perder o medo de andar de moto, será o dia que eu deixarei de andar de moto."

Offline PedroMoraes

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.137
  • Sexo: Masculino
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #26 Online: Fevereiro 11, 2014, 06:41:37 am »
Talvez seja uma pergunta idiota; mas eu sinceramente não sei: o consumo da moto com gasolina Argentina ou Chilena muda?

Preciso saber desses detalhes ocultos nos relatos...
Vstrom 650- 2009


                São Sebastião do Paraíso
                           Minas Gerais
                    (35)99890-1110 VIVO

Offline Daniel Pais

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.131
  • Sexo: Masculino
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #27 Online: Fevereiro 11, 2014, 07:04:56 am »
Talvez seja uma pergunta idiota; mas eu sinceramente não sei: o consumo da moto com gasolina Argentina ou Chilena muda?

Preciso saber desses detalhes ocultos nos relatos...

Não muda nada, a moto só fica melhor de pegar pela manhã.

 ,10468
IX Contagem
X Curitiba
XI Macaé
XII Ribeirão Preto
XIII Arujá
XIV Urubici
XV Florianópolis
Virago XV1100 >Falcon 07 > V-Strom DL 650

" - O dia que eu perder o medo de andar de moto, será o dia que eu deixarei de andar de moto."

Offline Juba - CWB

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 1.406
  • Sexo: Masculino
  • Amizade não se compra, se conquista
    • JUBACWB - MOTOVLOG
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #28 Online: Fevereiro 11, 2014, 08:17:18 am »
Belos relatos, muito bem escritos por sinal, to lendo e visualizando cada cena, parabens :thumleft:
Juba Rimbano
Longe é um lugar que não existe....

Offline Andre_Araujo

  • Ironbutt do FOL
  • ******
  • Mensagens: 4.110
  • Sexo: Masculino
  • Cachoeiro de Itapemirim - ES
Re:Viagem Solo - Argentina e Chile
« Resposta #29 Online: Fevereiro 11, 2014, 02:00:47 pm »
Show!
Muito bom.